Bases Científicas da Microfisioterapia

Muitos dos fundamentos desta técnica são muito antigos:

As terapias realizadas com as mãos sempre foram praticadas de maneiras diferentes: massagens entre os egípcios, shiatsu (micro-massagens) na medicina chinesa, flexões na Europa, manipulações articulares, osteopatia na América, etc.
A noção de reprodução da causa raiz já estava presente entre os antigos gregos (Hipócrates), que distinguiam a medicina dos opostos (alopatia) da medicina da semelhança (homeopatia). A homeopatia foi desenvolvida principalmente por Hahnemann na Alemanha no século 19, com suas duas grandes características de similaridade e infinitesimalidade.


A correspondência entre área e profundidade foi estabelecida por milênios na medicina chinesa e é confirmada na embriologia na descrição do mesoblasto lateral com suas duas camadas, a somatopleura superficial com os músculos dos membros e a esplancnopleura profunda com os músculos das vísceras .


As formas experimentais de medicina desenvolvidas por Claude Bernard (século XIX) baseiam-se em uma abordagem racional (Descartes), que consiste em buscar a causa (origem, etiologia) responsável pelo efeito (sintoma, patologia, disfunção). Esta causa não é necessariamente ou exclusivamente de natureza material; também pode ser vibratório ou psicológico (doença psicossomática), conforme aceito e ensinado pelas universidades.
A classificação das causas (etiologias) foi elaborada para ir além da dualidade básica do paciente, incorporando dados filogenéticos sobre a evolução das espécies de acordo com a lei sumária formulada na embriologia do século XX.


Os dados genéticos da ciência atual (epigenoma) fornecem um melhor entendimento da noção de terreno e predisposições familiares, transpessoais ou transgeracionais, conforme retomado e usado na microfisioterapia.
Os mecanismos de adaptação ou compensação (atitude analgésica) e eliminação (abcedação) agrupados sob o nome de proteção são mecanismos conhecidos e aceitos na medicina. Eles ocupam um grande lugar na microfisio
terapia porque, em condições crônicas, são encontrados mais frequentemente vestígios de mecanismos de proteção que passaram do estágio efetivo para o ineficiente e que são na maioria das vezes responsáveis ​​por novas patologias adicionadas.